Como Administrar uma Pequena Propriedade Rural (Parte 1)

Ter um sítio ou fazenda hoje é moda de muita gente da cidade. Para uns é um investimento, para outros é lazer. Mas em qualquer uma dessas situações a propriedade deve ser tratada na ponta do lápis, pois do contrário, a distração de final de semana começa a ficar cara e o prejuízo se torna certo.

Toda propriedade rural, por menor que seja, deve ser considerada uma empresa, e deve ser tomada como um negócio sério. Além dos custos de produção e da oscilação dos preços, fatores comuns a qualquer tipo de empresa, a atividade rural tem outras características que complicam ainda mais, como: doenças no rebanho; pragas nas plantações; falta ou excesso de chuva e outros, que modificam radicalmente as previsões econômicas de uma fazenda. Por tudo isso se conclui que o produtor rural tem que ser um bom administrador ou então contar com um profissional competente para esta atividade.

Ao contrário do que se pensa, administrar uma propriedade rural não é nenhum bicho de sete cabeças. Existem alguns passos a e cuidados a serem tomados para que no fim, o resultado seja satisfatório.

1.0) Reconhecimento da propriedade

Não é possível administrar algo que não se conheça. No caso de propriedades rurais, deve-se conhecer os aspectos físicos, químicos e biológicos do solo, além do clima da região e das condições topográficas da área. A partir desses dados que o proprietário irá fazer o planejamento da atividade a ser desenvolvida na fazenda.

2.0) Escolha do ramo produtivo da propriedade

Tendo em mãos as características de toda a da propriedade, é hora de decidir o que será cultivado, qual será o ramo produtivo a ser desenvolvido. Nesse estágio, o produtor deve elaborar uma pesquisa na região com uma série de perguntas:

– Qual o principal produto produzido pelos outros fazendeiros da região?

– Quais as culturas ou raças que já foram exploradas sem sucesso na região e porque isso aconteceu?

– A minha produção será bem recebida pelo mercado?

– O mercado terá capacidade de absorver toda minha produção?

– Eu disponho de meios de transporte para escoar a produção?

– A minha produção será muito ou pouco perecível?

– Qual variedade ou raça produzir?

São vários os fatores que devem ser observados pelo produtor antes de implantar qualquer que seja a cultura ou criação. Ele precisa ter o mínimo de conhecimento das tradições e das exigências do mercado que irá servir.

3.0) Instalações da propriedade

O produtor deve elaborar o projeto das suas instalações visando o máximo aproveitamento de espaço e tempo. Por exemplo, não é viável construir um galpão de máquinas distante da área cultivada, pois as máquinas estarão gastando mais combustível para chegar até o local de trabalho e consequentemente gerando prejuízo.

Para que as instalações sejam bem calculadas, é aconselhável fazer um pequeno mapa da propriedade. No mapa, a fazenda será dividida em partes, ou áreas de cultivo ou criação, não se esquecendo das áreas de preservação permanentes (APPs). Em cada área de cultivo, uma cultura ou criação será implantada e as instalações deverão ser construídas de forma a atender da melhor forma possível a todas essas áreas.

4.0) Escolha dos cultivares ou raças

Feito o reconhecimento da propriedade, a divisão da área e construção das instalações, é hora de escolher as variedades a serem cultivadas e/ou as raças a serem criadas. Esse é um ponto crucial no agronegócio, pois se o produtor escolher uma variedade ou raça que não se adapte às condições climáticas da região, todo o trabalho será perdido.

Na agricultura, a escolha da variedade depende diretamente do clima e das condições físico-químicas do solo. Por exemplo, se cultivarmos uma variedade de milho híbrido em uma área onde a correção do solo não foi feita, com certeza ele não irá produzir satisfatoriamente. Em contra partida, se fizermos uma boa adubação do solo, mas na fase de frutificação do milho faltar água, os grãos ficarão raquíticos.

Na pecuária não é muito diferente, existem raças de animais adaptadas aos mais variados tipos de clima. Cabe ao produtor decidir se a criação será de corte ou de leite, para produção de lã, de couro, mel, etc., e escolher raças resistentes às condições climáticas, que possuam boa conversão alimentar e atendam às exigências do mercado consumidor. Por exemplo, o Norte de Minas se caracteriza por ter um clima seco na maior parte do ano, mas muitas propriedades rurais são fortes produtoras de leite. Para obter esse resultado, uma saída encontrada pelos produtores foi cruzar uma raça que possui resistência à seca (Gir), com outra raça que possui aptidão para leite (Holandesa), surgindo assim o gado Girolando, que é resistente e possui uma boa produção de leite.

Em fim, a escolha da cultivar ou raça a serem desenvolvidos pelo produtor deve ser feita com base na avaliação das condições do clima, do solo e do mercado consumidor da região.

9 Comentários (+adicionar seu?)

  1. maycon ribeiro alixandre dos santos
    ago 29, 2013 @ 19:26:58

    como maniar as vacas pra melhorar o leitaria

    Responder

  2. maycon ribeiro alixandre dos santos
    ago 29, 2013 @ 19:28:41

    gostei dessse pagina

    Responder

  3. bruno
    dez 14, 2013 @ 16:31:10

    Quero ter uma propriedade rural e saber como administrá-la.

    Responder

  4. valdeniza dourado da silva
    mar 14, 2014 @ 21:46:25

    Gostei dessa página, mais ainda tenho duvidas pois tenho, um pouca de cada, muitas galinhas, porco, vaca leiteira e gado de corte, mais quero obter lucros, pois até o momento só tenho custos.

    Responder

  5. marcelo de oliveira cavalcante
    maio 10, 2014 @ 10:32:27

    fique muito contente em ver esse site.gostaria de receber novidades a respeito de administrar uma pequena propiedade ok.obrigado

    Responder

  6. Roberto de brito
    jun 21, 2015 @ 16:48:55

    Adquiri uma propriedade de 150 dequitares toda plantada com braquiária medincula piatã e decumes
    Agora estou um pouco perdido de como administra não sei como começa
    De que forma
    So queria saber como faço isso uma ajuda de pessoas que estão nesta área

    Responder

  7. Manoel
    jul 20, 2015 @ 16:18:31

    obrigado. achei muito interecante esse tipo de informaçao parapens

    Responder

  8. marcelo albuquerque
    ago 13, 2015 @ 23:41:33

    Gostei muito deste conteúdo. Com certeza vou aplicar em minha fazenda.

    Responder

  9. Marcelo valadão de lacerda
    fev 14, 2016 @ 12:22:24

    gostei muito ,pretendo investi em café cultura no leste de mg,alguem pode me da uma sobre o custo de produção…

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Postagens do Blog

agosto 2010
D S T Q Q S S
    set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Mais Avaliados

%d blogueiros gostam disto: