Comprando uma fazenda

Boa tarde galera, neste post irei falar um pouco sobre as primeiras decisões a serem tomadas no ato de compra de uma propriedade rural, ou um “pedacinho” de terra.

De acordo com o tamanho da terra, o grau de simplicidade e facilidade de se tomar as decisões crescem ou diminuem, por exemplo, para planejar o que será cultivado ou criado em um sítio de 10 hectares são necessários no máximo 7 dias, por outro lado, para projetar uma terra de 2000 hectares será preciso muito mais tempo.

Antes de comprar a fazenda, o futuro proprietário deve fazer uma visita, para conhecer a terra e analisar se ela possui as características desejadas. Alguns dos principais pontos a serem observados são:

  • Presença de água na propriedade;
  • Distância da cidade mais próxima;
  • Condições das vias de acesso à fazenda;
  • Tipo de solo;
  • tipo de vegetação;
  • Tipo de clima;
  • Condições das cercas da propriedade;
  • Condições das instalações (sede, corrais, galinheiros…);
  • Se possui eletricidade;
  • Área desmatada e áreas de mata virgem.

Todos estes pontos devem ser criteriosamente analisados, uma vez que poderão determinar o sucesso de um possível investimento na propriedade. Além disso, estão diretamente ligados ao preço da terra.

Após concretizar a compra da propriedade é hora de decidir o que produzir. Nessa etapa toda a área deve ser dividida em talhões, inclusive as APPs (Áreas de Preservação Permanente), que deverão ser preservadas.

É indispensável o auxílio de um profissional da área ( Técnico Agrícola ou Agrônomo) nessa etapa. Ele fará o desenho da propriedade, dividindo e organizando os talhões e decidindo o que será cultivado e criado em cada um deles. Ele deverá montar um esquema tentando tornar a propriedade o mais auto-suficiente possível, por exemplo, o produtor irá cultiva milho, que servirá de alimento para suinos e aves e o esterco produzido pelos mesmos servirá de adubo para a próxima safra de milho.

As instalações da propriedade devem ser rigorosamente planejadas, procurando atender todas as necessidades de todos os setores da fazenda estrategicamente, evitando assim o gasto excessivo de mão de obra, combustível, tempo, dinheiro, etc.

Já é possível contar com a ajuda da tecnologia para auxiliar na administração das propriedades rurais, alguns softwares como o Procreare, oferecem conforto e eficiência ao produtor, mantendo as contas, produção e serviços em geral organizados sem muito esforço.

Depois de projetada e montada, a propriedade rural, seja ela grande ou pequena, funcionará como uma pequena indústria, irá gerar lucros e despesas. Lembre-se, mesmo que seja apenas uma opção de laser para os fins de semana, ela nunca deverá gerar prejuízos, pois uma terra que não gera lucro é conceituada como improdutiva.

Galera, ai estão algumas dicas básicas, mas que podem ser úteis aos marinheiros de primeira viagem. Desejo boa sorte aos que um dia pretendem ter e aos que já possuem um “pedacinho de terra”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Postagens do Blog

dezembro 2010
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Mais Avaliados

%d blogueiros gostam disto: